top of page

DÚVIDAS FREQUENTES

Pra qual número devo ligar em caso de precisar de uma assistência?

Depende da sua companhia de seguro.

Allianz 0800 130 700

Azul 0800 723 0203

Bradesco 0800 701 2757

HDI 0800 722 7149

Itau 0800 720 1010

Liberty 0800 701 4120 

Mapfre 0800 775 1000

Porto Seguro 0800 727 0800 

Sompo 0800 7719119

Suhai 0800 327 8424

Sul América 0800 777 1012

Tokio 0300 338 6546

Como proceder em caso de sinistro?

Roubo/Furto 

Caso seu veículo seja furtado/roubado o primeiro passo é fazer o Boletim de Ocorrência Policial. Você pode ligar no 190 ou se dirigir a delegacia mais próxima. Com o boletim em mãos, entre em contato com a sua corretora para fazer a comunicação do sinistro a Companhia de Seguro. Se em 7 dias corridos o veículo não for localizado e recuperado pela polícia, o processo para indenização do sinistro será iniciado. Lembrando que nesses casos de roubo e furto no qual o veículo não é localizado não há participação de franquia do segurado.

Colisão

Em ocorrência de colisão onde não há vítimas (ninguém se feriu) não é obrigatório a elaboração de Boletim de Ocorrência. Entretanto orientamos, manter a calma e pegar o maior número de informações possíveis, principalmente se você não for o causador. Nome, placa e telefone dos envolvidos são as informações mais importantes para a comunicação do aviso. 

Uma vistoria será necessária para avaliar as avarias ocorridas nos veículos. Por isso é importante relatar como ocorreu a dinâmica da colisão para que os reparos sejam autorizados. Nesse caso, haverá a participação da franquia por parte do segurado. Caso os danos sejam somente em veículos terceiros não será necessário o pagamento da franquia.

Fique atento as oficinas credenciadas de sua companhia. Ao optar por elas você terá garantias como peças originais, mão de obra qualificada e descontos.

Dicas Seguro Auto

Nunca empreste a chave de seu veículo a estranhos. Tal crime pode ser enquadrado como estelionato e o mesmo não tem amparo pela companhia de seguro.

Em caso de chuva torrencial e pontos de alagamento, não force a passagem “achando que dá pra ir”, os danos causados no veículo, nesse caso, caracterizam-se como causados pelo segurado e não por situação de enchente, não tendo, portanto, cobertura pela companhia.

Em casos de colisões com perdas parciais ou totais em que for constatado através de Boletim e laudo policial que houve a ingestão de bebidas alcoólicas, drogas e/ou substancias que alterem o estado psíquico e motor por parte do condutor, a companhia de seguro não realizará a indenização; 

As companhias de seguro não cobrem danos causados por atos de vandalismo e tumultos tais como riscos, amassados, danos na pintura, etc. Verifique com seu corretor se sua apolice possui cobertura para pequenos danos e/ou martelinho de ouro.

A instalação de equipamentos de som, rádios e rodas esportivas que diferem do aro original do veículo não possuem cobertura na contratação do seguro auto. No caso de KIT GNV, o mesmo deve ser informado na contratação do seguro e deve ser solicitado cobertura adicional para o mesmo.

A cobertura prevista no seguro auto está restrita ao território nacional. Para viajar para países vizinhos, é preciso fazer um seguro à parte, chamado de Carta Verde.

Fique atento no valor da cobertura para terceiros. Mesmo para quem tem no seguro essa cobertura contratada, se a indenização a ser paga a terceiros for maior que o valor contratado, o segurado terá que cobrir a diferença com seus próprios recursos. A recomendação aqui é fazer um seguro contra danos a terceiros com valor mínimo de R$ 100 mil.

Não há cobertura para sinistros ocorridos em vias não autorizadas como faixa de arreia de praia, travessia de córregos e/ou rios etc

Dicas Seguro Residencial 

Caso ocorra uma descarga elétrica, é importante apresentar para a companhia de seguro um laudo técnico que informe o motivo dos danos em equipamentos elétricos. Algumas companhias possuem a opção de indenizar os bens considerando o valor de novo, outras aplicam depreciação de acordo com o tempo de uso. Informe-se com seu corretor qual cláusula foi contratada em sua apólice.

Em caso de sinistros de subtração de bens (roubo) é necessário ter uma comprovação de pré-existência dos bens subtraídos. Pode ser manual, foto, controle-remoto, caixa, Nota fiscal ou qualquer outro objeto que configure que o item pertencia ao segurado. Lembrando que algumas companhias exigem a apresentação de Notas Fiscais ou relação de bens. Consulte o seu corretor.

Cobertura para dinheiro, bebidas, joias e obras de arte estão restritas para alguns tipos de produtos. Consulte seu corretor.

Algumas coberturas possuem participação obrigatória do segurado em caso de sinistro, conhecido como franquia. O valor dessa franquia é calculado em uma porcentagem definida na contratação da cobertura com valor mínimo pré definido. Assim, se o valor do prejuízo não superar a franquia, a seguradora não indenizará o segurado.

bottom of page